Select Menu

Mariologia Bíblica

Artigos

Maria no Culto

Iconografia

Maria nos Dogmas

Perpétuo Socorro

Orações Diversas

Po Polsku

Aquele que vos chamou 1Ts .wmv

Caminho do Rosário Aparecida

















Akathistos - Hino em Honra da Virgem, Mãe de Deus

Akathistos Cartageno

Novena Perpétua


Novena Perpétua




Começou a 11 de julho de 1922, na igreja de Santo Afonso, em São Luís, nos Estados Unidos, mas somente em 1928 foi batizada com esse nome pelo Pe. Henrique Sutton. Deve mesmo sua origem ao Pe. André Browne, que se inspirou numa reza que a “Arquiconfraria”, desde 1926, vinha fazendo a cada terceiro domingo do mês e que ele considerava insuficiente para satisfazer a devoção dos fiéis13. Teve então a ideia de repetir esse mesmo piedoso exercício cada semana e escolheu para isso a quarta-feira como sendo o dia mais livre; seguiu um esquema muito parecido com o da “Arquiconfraria”: leitura de pedidos e agradecimentos, colocados previamente sobre o altar, pregação, oração a Nossa Senhora do Perpétuo Socorro, rezada por todos, benção dos doentes.


No princípio, o desenvolvimento da forma de devoção foi bastante lento. Mas, já em 1926, foi preciso repetir a novena; no começo de 1930 as novenas já eram seis ao dia; no fim do mesmo ano, dez; em breve seriam quinze, com uma frequência cada vez maior.
Fora de São Luís, o desenvolvimento da novena perpétua foi especialmente notável e mesmo extraordinário nos países de língua inglesa. Depois da Segunda Guerra Mundial, teve um sucesso sem precedentes no Extremo Oriente: Índia, Ceilão, Filipinas, Vietnã, como também na Austrália etc. Nas Filipinas tem acontecido que mais de cem mil pessoas participem da novena, cada semana, na igreja dos redentoristas. A Novena Perpétua estendeu-se também largamente pela América do Sul, África e por toda parte.

Onde reina amor - Taizé

MANTRA - ESPÍRITO SANTO

Bibliografia